Consumo ilegal de maconha cai no Uruguai após regulamentação do mercado

Consumo ilegal de maconha cai no Uruguai após regulamentação do mercado

De 2014 a 2018, o tráfico de drogas clássico passou de 58% para 11% do consumo total dessa droga, de acordo com o monitoramento anual do país

Compartilhe este conteúdo:

O consumo de maconha ilegal prensada caiu consideravelmente entre 2014 e 2018 no Uruguai após a aprovação de uma lei que regula o mercado de uso recreativo de cannabis, informou o governo nesta quarta-feira.

De 2014 a 2018, o tráfico de drogas clássico (prensagem) passou de 58% para 11% do consumo total dessa droga, de acordo com o monitoramento anual da lei apresentada nesta quarta pelo Instituto de Regulação e Controle da Cannabis ( IRCCA) e a junta Nacional de Drogas (JND).

Em 2018, o mercado regulamentado atingiu um terço dos consumidores, que compraram a droga em farmácias, a partir de plantas cultivadas em casa ou em clubes de cannabis, os três mecanismos que a lei aprovada em 2013 permite produzir a substância.

O Uruguai aprovou em 2013 uma lei inovadora que permite a venda em farmácias de maconha provenientes plantações de permissionários privados sob controle estatal, além de culturas domésticas e cooperativas.

Credito: https://exame.abril.com.br/mundo/consumo-ilegal-de-maconha-cai-no-uruguai-apos-regulamentacao-do-mercado/

Compartilhe este conteúdo: